Calango do Cerrado - Humberto Firmo

domingo, 14 de junho de 2009

Lirismo moderno

* * *
em meu lirismo

não trago lágrimas.

a última flor, no caule,
só tem espinhos.

firo-me ao gerundiar a vida:
tentando, pensando, vivendo.

* * *

Nenhum comentário: